7 de setembro de 2015

Sabor de Milho - Canjiquinha 'Quitanda Natural'

Nos dias de hoje, a grande maioria dos nossos produtos à base de milho é feita com milho transgênico. Quem observa o "T" de embalagens nas prateleiras dos supermercados sabe do que estou falando. Os rotulados vão de fubá a fermento químico. Difícil escapar deles.

Mas eis que, numa das minhas idas ao Rio Gastronomia deste ano, evento realizado no Rio de Janeiro no final do mês de agosto, encontro uma das minhas comidas favoritas: Canjiquinha (ou Xerém). E o melhor: feita com milho não-transgênico. O produto é da marca "Quitanda Natural", produzido no interior do estado do RJ, e estava sendo vendido no quiosque da Nave Brasileira, lojinha com os produtos utilizados no restaurante O Navegador (no Clube Naval, Centro do Rio).



Achei super legal, assim como outros produtos como o vinagre de caqui, do qual falarei em outro post. Mas a surpresa veio realmente no sabor. Que gosto bom de milho de verdade. Enquanto comia, pensava: "Há quanto tempo não sinto esse gosto... Me lembra milho fresco. Meu Deus, será que algum dia comi uma canjiquinha com gosto de milho nesta intensidade?" 

Para quem passa pelo Centro, vale dar um pulo na lojinha do restaurante (que não é vegetariano, ok?) para comprar a canjiquinha. Fica na Av. Rio Branco, 180, 6º andar. Vale cada centavo, tanto por ser de milho não-transgênico quanto por seu sabor maravilhoso. Quem se interessou mas não passa por lá ou não mora no Rio, tentem entrar em contato com os produtores. Os contatos e endereço estão no rótulo traseiro do produto:



E fazer é muuuito fácil. É como fazer angú, só que sem risco de empelotar. Para o meu almoço, fiz uma couve refogada para acompanhar. Experimentem. ;)