28 de outubro de 2014

Ora-pro-nobis (Pereskia aculiata)

Estou fazendo o curso de jardinagem do Senac. Está sendo muito bacana, até porque o professor está nos estimulando a cultivar espécies alimentares também, como é o caso da Ora-pro-nobis (Pereskia aculiata).



A planta é uma espécie de cactácea, natural do continente americano, muito adaptável e versátil, pois pode ser utilizada como cerca viva, ornamentação, principalmente durante a sua floração de belas flores brancas e perfumadas, com alta concentração de pólen, e também como alimento rico em proteína (25%, aproximadamente), vitaminas A, B e C, além de cálcio, ferro e fósforo. Em Minas, a Ora-pro-nobis é conhecida também como "carne de pobre".


E ela é muito generosa mesmo. Dá para conseguir mudas através de estacas e, pleo que li em outros sites, qualquer tipo de solo está valendo. Mas com certeza o solo vai influenciar no desenvolvimento da planta. Eu misturei um pouco de calcário na terra que eu tinha, para corrigir o Ph do solo e permitir uma maior aeração nas raízes. Ah, e como é uma cactácea, não precisa ficar regando a bichinha sem parar, certo? Ela já armazena bastante água, naturalmente. Outro lembrete: cactos possuem espinhos e a ora-pro-nobis segue a regra. Seus espinhos ficam escondidos bem atrás das folhas. Assim, cuidados co o manuseio. Use luvas. ;)


Lá no curso, o professor levou uns galhos com folhas para nós fazermos as estacas. Cada um de nós pegou uma quantidade de folhas para uso próprio. Eu fiz as minhas num refogado de cogumelo paris no molho shoyo. Bem rapidinho de fazer, gostoso e nutritivo.



Primeiro, lavei os cogumelos. Depois refoguei-os rapidamente na panela com um pouco de shoyo e por fim, juntei as folhas de ora-pro-nobis. Gastei uns 5 minutos, no total. Rapidinho mesmo. ;)

Vi uma receita de pão no site Portal Paisagismo. Na receita do pão, a ora-pro-nobis é usada seca. Eu não fiz, mas quem se interessar, pode clicar no link acima.