15 de agosto de 2014

Dahl de Ervilha - improviso sobre o tema

Equação: tempo frio (de carioca, claro) + fome + um restinho de ervilha seca partida + meia cebola + um tomate pequeno + uma batata média + sal + açúcar mascavo + óleo de girassol + um massala comprado no Hare Krishna da Felipe Camarão + mania de não seguir receita = Dahl de Ervilha improvisado! ;)



O improviso se deu sobre o tema do livro "40 Receitas Vegetarianas", de Madhava Lila, comprado no restaurante Govinda, no Centro do Rio. Mas é claro que a pessoa aqui nem pegou no livro, pois já partiu determinada a improvisar.

Para quem quiser se inspirar, eu fiz assim:

Deixei a ervilha de molho por umas 2h, o tempo de ir na casa de uma amiga (e vizinha) e voltar. Eu tinha algo entre 1/2 xícara e 3/4 de xícara de ervilha. Cheguei em casa, peguei minha panelinha de pressão, coloquei 2 1/2 copos de água para ferver, coloquei a ervilha na panela, tampei e deixei uns 20 minutos. Tocou o timer, apaguei o fogo, deixei a pressão sair naturalmente e fui descascar batata! Cortei em cubos depois de descascada. Retirei o que sobrou da pressão, abri a tampa, juntei a batata e sal e coloquei para ferver mais. Enquanto isso, cortei a minha meia cebola e o tomate (sem sementes) em cubinhos. Numa panela separada, refoguei a cebola no óleo de girassol com o massala até ficar macia (não muito). Daí juntei o tomate, coloquei uma pitada de açúcar mascavo, um pouquinho do caldo da ervilha com batata, dei aquela cozinhada rápida e pronto! Fiz tipo refogado de feijão: juntei uma concha do caldo no refogado, misturei um pouquinho e pimba!, todo mundo para a panela grande. Amassei a batata na panela mesmo, bem grosseiramente e finito

Deu dois pratos fundos pequenos. Para quem for almoçar só o dahl, pode considerar uma porção individual. Se for servir de entrada, dá para duas ou três pessoas, dependendo do apetite e da hora. ;)

Esse foi meu almoço hoje. Quem quiser copiar, fique a vontade que ficou gostoso. Quem quiser ler a receita do livro que me inspirou, recomendo que comprem, é muito bacana. Eu já tinha falado sobre ele na postagem do Tchai Latte. Vale a pena conferir! Olha a imagem dele aqui do lado.

Beijos!!!